quarta-feira, 18 de novembro de 2015

O PROPÓSITO DE AMAR E NÃO AMAR


 
Nunca gostamos de quem gosta de nós. Procuramos sempre quem queremos, quem nos convém, quem nos "lava" a vista e tenha exatamente as qualidades que nos agrada. E quando o amor é só físico, força-mo-nos mesmo assim a amar porque fica-nos bem aquele ser, porque nos atrai em todo o esplendor.
 
Nunca gostamos verdadeiramente de quem gosta de nós, nos admira. Porque se assim fosse, as coisas seriam bem mais simples, sem discussões, sem muita procura, muita exigência. Mas acabaríamos por aperceber-nos do que muitos não se apercebem: que existe sempre um que ama demais. E provavelmente será sempre o que nos "encontra".
 
 


http://sexoecenas.blogspot.com.br/2015/11/a-proposito-de-amar-e-nao-amar.html?zx=be21b56c71ff8669

Nenhum comentário:

Postar um comentário