sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Sheron Menezzes é a capa da VIP de março.


A prova irrefutável de que Deus é brasileiro! A partir desta sexta-feira (27/02) nas bancas e nos tablets.







fonte: http://vip.abril.com.br/sheron-menezzes-e-a-capa-da-vip-de-marco/

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Como lidar com um ciumento?

 


Namorar com alguém ciumento pode ser extremamente difícil, cansativo e pouco saudável. Quando em excesso, os ciumes tendem a prejudicar, causar problemas, ou até ser motivo para o fim de uma relação. A causa deste sentimento varia para cada pessoa, porém os ciúmes em excesso revelam, frequentemente, falta de confiança, insegurança e baixa auto-estima. Um parceiro inseguro pode ser destrutivo, irritante, invasivo e extremamente chato.

Se mantém uma relação amorosa com um ciumento e deseja fazer "tudo por tudo"para que essa relação dê certo, veja agora o que pode fazer para lidar com um namorado ciumento:

1. Aceite o problema

Se tem consciência dos ciúmes excessivos do seu parceiro, pergunte-se se realmente o ama e se deseja manter uma relação com alguém assim. Se a resposta for sim, e deseja que essa relação dê certo, terá que ter muita paciência, e aos poucos ir ganhando a confiança e mudando esta situação. No entanto, é muito importante manter a calma e saber que isso não mudará do dia para a noite. Aceitar significa evitar discutir sobre este assunto com o seu namorado.

2. Qual é o problema?

Ninguém pode resolver um problema sem saber qual é! Descubra o motivo pelo qual ele sente tantos ciúmes… problemas na infância, com a ex-namorada, insegurança, baixa estima? Tente descobrir, pois assim será mais fácil de resolver.

3. Coloque o seu namorado para cima

Os ciúmes muitas vezes são provocados por sentimentos de insegurança. Alguns especialistas acreditam que a melhor forma de fazer com que o outro se sinta mais seguro é a comunicação. Quanto mais sincera e saudável for a conversa no casal, maior será a confiança entre os parceiros. 

Quando sair sem ele, envie uma mensagem de vez em quando ou ligue, não por obrigação, mas para mostrar que, apesar de se estar a divertir, está a pensar nele. Mas lembre-se que não precisa ficar "colada" a ele, e nem permitir que ele ande sempre "colado" a si, querendo saber cada passo que você dá. É importante manter algum nível de independencia.

4. Escute o que ele tem a dizer

A melhor forma de descobrir o real motivo dos ciúmes é conversando. Você nunca entenderá o motivo pelo qual ele sente tantos ciúmes, e nem o que faz para que isso aconteça, sem conversar. É normal que quando ele começa com "suspeições e ameças" que acabe por se deixar levar na "onda". Porém, desta forma nunca conseguirão resolver um problema tão importante.

5. Não faça joguinhos

Tentar provocar ciumes no companheiro, para pôr à prova o seu amor, é um jogo perigoso, principalmente se ele já for ciumento. Flertar com outros homens na sua presença, ignorar as suas ligações e mensagens e brincar com os seus sentimentos são coisas muito perigosas, porque ele pode levar isso muito a sério e exacerbar os seus ciumes. 

6. Seja sincera

Um namorado ciumento está sempre desconfiado mesmo quando a parceira é a pessoa mais sincera do mundo, por isso procure ser o mais sincera possível. Não esconda nada dele, isso irá apenas criar tensão e provavelmente será mais um motivo para começar uma discussão. A melhor coisa é ser sempre honesta e aberta em relação aos seus sentimentos e acontecimentos do dia a dia.

7. Coloque algumas regras

Isso serve para ambos! Estabelecer regras bem definidas sobre o que cada um pode ou não fazer. Se os dois realmente se preocupam um com o outro, seguir essas regras irá prevenir futuras discussões.

8. Envolva-o

Para que um namorado ciumento se sinta cada vez mais seguro, é importante que o companheiro o envolva. Faça com que ele sinta que faz parte da sua vida, apresente-lhe os amigos, familiares, colegas de trabalho e lugares que frequenta por exemplo. Com isso, mostra-lhe que não tem motivo para ser paranoico e desconfiado.

9. Mostre que ele é o seu namorado nas redes sociais

Hoje em dia, praticamente todo mundo está conectado às redes sociais, e dentro dela temos nossos amigos, familiares, colegas e muitas vezes até ex-namorados, por isso uma ótima maneira de aliviar os ciúmes do seu namorado é colocá-lo em evidência nas redes sociais.

Assuma o relacionamento no mundo virtual, coloque fotos de vocês, faça com que ele veja que você está mostrando para todos que ele é o seu namorado, que o ama e tem orgulho de estar com ele.

10. Tranquilize o seu namorado ciumento

É sempre bom lembrar ao seu namorado o quanto o ama, que sempre estará presente quando ele precisar e enfrentarão os problemas junto. Não esqueça de fazer com que ele se sinta mais seguro em relação a você e ao relacionamento dos dois.

Nas discussões, tranquilize-o em vez de colocar “mais lenha na fogueira”.

Essas são apenas algumas dicas para lidar com o seu namorado ciumento, porém é essencial ter muita calma e paciência, afinal, as pessoas não mudam do dia para a noite.





fonte: http://terapiassexuais.blogspot.com.br/2014/12/como-lidar-com-um-ciumento.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+TerapiasSexuais+(TERAPIAS+SEXUAIS)

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Conheça a nova Globeleza, Erika Moura, musa da vinheta do Carnaval 2015 da Globo.

A TV Globo escolheu uma nova mulata para a vinheta do Carnaval 2015: Erika Moura. No domingo (4), a paulista - que substitui Nayara Justino no posto - foi apresentada ao público no programa "Fantástico".
"É hora de conhecer a nova musa do samba e da alegria, uma mulata de fechar o trânsito e o comércio", disse Tadeu Schimidt, antes da exibição do vídeo que revelou a identidade da modelo.
Antes de assumir o posto, a bela mulata de 22 anos não era conhecida do público. Ela estudou fisioterapia, trabalhou como recepcionista e dança desde pequena. "Para mim, o carnaval é mágico. Então, eu quero passar isso para as pessoas, eu quero passar magia, sensualidade, quero passar a graciosidade que o carnaval representa. Quero cativar todo mundo assim, com esse jeitinho maroto", disse Érika.
Uma Globeleza para os 50 anos da TV Globo
A modelo passou 14 horas pintando o corpo antes de começar a gravar a vinheta. O diretor de arte Alexandre Romano contou ao programa que a ideia foi dar uma nova identidade visual a Globeleza, que já considerada um personagem tradicional do Carnaval.
"A gente está trabalhando com um cenário real, um cenário físico, a gente quis que tudo conversasse com a linguagem da marca nova, 50 anos da Globo vindo aí. A gente tem um visual da pintura que é mais orgânico. As cores estão correndo pelo corpo, seguindo as formas. A câmera, a gente vai desenvolver uma linguagem mais intimista. A câmera vai estar mais viva. A sensação de que ela está dançando junto com o espectador", explicou.
Breve Reinado
A mulata de 22 anos foi escolhida após uma árdua procura da produção da vinheta, que percorreu várias escolas de dança e quadras de samba do país. Este ano, o processo de seleção foi diferente. Em dezembro de 2013, Nayara - que ficou 19 horas em pé para maquiar o corpo para o trabalho - foi eleita em um concurso no "Fantástico". Mas após ser alvo de rejeição por parte do público, a emissora priorizou chamadas com o cantor Arlinho Cruz, algo nunca assumido pela emissora.
Na ocasião, inclusive, uma fonte do Purepeople contou que a globo chegou a proibir a Globeleza de dar entrevistas sobre o "sumiço" de Nayara. "A ordem é abafar o tema. Oficialmente, a emissora alega que o burburinho não se justifica. Mas, nos bastidores, comenta-se que a Globeleza poderia aparecer mais, sim, ainda mais em comparação com o Arlindo. São muitos os que acham isso, principalmente entre os homens (risos)", garantiu, na época, a fonte. Nayara, porém, se mostrou satisfeita com os compromissos firmados com o canal ao dizer que a sua agenda elaborada durante a folia era intensa.
Valéria Valenssa ficou chateada após também ser demitida do posto
Antes de terminar o contrato da carioca, a emissora já buscava uma substituta para assumir o posto em 2015. De acordo com o jornal "O Dia", a emissora pediu indicações de nomes para escolas de sambas do Rio de Janeiro.
Vale lembrar que Valéria Valenssa, estrela da vinheta por 12 anos, contou em entrevista para o site que foi demitida do posto sem avisoar. Achei muito cruel!, disse.
"Me dediquei anos para uma função e de uma hora para outra dizem 'você está fora'. Nem mesmo o Hans, que sempre coordenou o projeto, sabia que iriam me dispensar."




fonte: http://www.purepeople.com.br/noticia

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Amor sem Sexo pode dar certo?


Embora um casal sem sexo possa estar mais vulnerável a problemas, este deve ser visto como um complemento e não como “A RELAÇÃO”! O importante é que cada um se comprometa consigo mesmo, com o parceiro, e com o vínculo entre ambos. Ou seja, que compreenda que o sexo deve ser apenas mais um entre os vários elementos da relação, tais como amor, confiança, companheirismo, admiração e partilha.

Apesar de ser inegável a importância do sexo para o fortalecimento dos laços de confiança e união no casal, existem relações amorosas felizes sem que ele esteja presente.
Tudo depende do conceito que cada um tem de sexo! Se acreditamos que implica sempre a existência de penetração limitamos a oportunidade de descobrir novas experiências e sensações.

Quando há dissonância entre as vontades e conceitos do casal, relativamente ao sexo, surgem os problemas, pois isso reflete que pelo menos um deles não vê as suas necessidades satisfeitas.


Solução? Não existem receitas milagrosas! Mas, conversar sobre sexo pode ajudar muito!



fonte: http://terapiassexuais.blogspot.com.br/

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Neste carnaval caia na folia. Mas não esqueça de se prevenir!




A camisinha é o método mais eficaz para se prevenir contra muitas doenças sexualmente transmissíveis, como a aids, alguns tipos de hepatites e a sífilis, por exemplo. Além disso, evita uma gravidez não planejada. Por isso, use camisinha sempre.
Mas o preservativo não deve ser uma opção somente para quem não se infectou com o HIV. Além de evitar a transmissão de outras doenças, que podem prejudicar ainda mais o sistema imunológico, previne contra a reinfecção pelo vírus causador da aids, o que pode agravar ainda mais a saúde da pessoa.
Guardar e manusear a camisinha é muito fácil. Treine antes, assim você não erra na hora. Nas preliminares, colocar a camisinha no(a) parceiro(a) pode se tornar um momento prazeroso. Só é preciso seguir o modo correto de uso. Mas atenção: nunca use duas camisinhas ao mesmo tempo. Aí sim, ela pode se romper ou estourar.

A camisinha é impermeável

A impermeabilidade é um dos fatores que mais preocupam as pessoas. Pesquisadores dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos esticaram e ampliaram 2 mil vezes o látex do preservativo masculino (utilizando-se de microscópio eletrônico) e não foi encontrado nenhum poro. Em outro estudo, foram examinadas as 40 marcas de camisinha mais utilizadas em todo o mundo. A borracha foi ampliada 30 mil vezes (nível de ampliação que possibilita a visão do HIV) e nenhum exemplar apresentou poros.

Em 1992, cientistas usaram microesferas semelhantes ao HIV em concentração 100 vezes maior que a quantidade encontrada no sêmen. Os resultados demonstraram que, mesmo nos casos em que a resistência dos preservativos mostrou-se menor, os vazamentos foram inferiores a 0,01% do volume total. Ou seja, mesmo nas piores condições, os preservativos oferecem 10 mil vezes mais proteção contra o vírus da aids do que a sua não utilização.
Onde pegar?

O preservativo masculino é distribuído gratuitamente em toda a rede pública de saúde. 


Você sabia...

Que o preservativo começou a ser distribuído pelo Ministério da Saúde em 1994?


Como é feita a distribuição

A compra da maior parte de preservativos e géis lubrificantes disponíveis é feita pelo Ministério da Saúde. Aos governos estaduais e municipais cabe a compra e distribuição de, no mínimo, 10% do total de preservativos nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste e de 20% nas regiões Sudeste e Sul. 

PREVINA-SE!


fonte: http://www.aids.gov.br/pagina/por-que-usar

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Confira as 10 festas de Carnaval de rua mais agitadas do Brasil!

Brasileiro – aquele que gosta de Carnaval, claro – não precisa de desculpa nem de lugar certo para cair na folia. Por isso, nessa época, uma multidão toma as ruas das cidades grandes e pequenas pelo país afora para fazer a sua festa.

10. Fortaleza (CE)
Foto: Jarbas Oliveira/Folhapress
Como acontece em quase toda a região nordeste do país, o Carnaval em Fortaleza não fica restrito a cinco dias. A festa começa semanas antes, ainda em janeiro muitas vezes, ao som dos mais variados ritmos – de bandas locais a músicos populares, rap e, claro, samba. Assim como não se ouve uma coisa só, a folia também não fica concentrada em um único lugar. A cidade tem seis polos carnavalescos pulsantes, entre eles a Praia de Iracema e a Avenida Domingos Olímpio, por onde desfilam agremiações como o Maracatu (foto acima).

9. Florianópolis (SC)
Foto: Glaicon Covre/Folhapress
O Carnaval de Floripa é tipo “coração de mãe”. Sem preconceitos nem restrições, recebe de braços abertos quem chega para festejar do jeito que bem entender. Tem desfile de escola de samba, festas pelos clubes da cidade, além de blocos carnavalescos passando de um bairro a outro e levando consigo uma penca de foliões e simpatizantes. O desfile mais aguardado é o do famoso Bloco dos Sujos (foto acima), onde os homens ficam livres para soltar o seu lado mais feminino.

8. Manaus (AM)
Foto: Divulgação
Na terra do Boi-Bumbá, o Carnaval não poderia ser uma festa longe de suas raízes culturais. Por isso, Manaus decidiu misturar a batida carnavalesca com as toadas de Parintins para criar o Carnaboi. Na região norte do país, não tem para mais ninguém. E até os arqui-inimigos Garantido e Caprichoso deixam a rivalidade de lado para aproveitar juntos. A folia é no sambódromo, mas ao som de trios elétricos que são seguidos por uma multidão – já chegou a reunir mais de 200.000 pessoas.

7. Diamantina (MG)
Foto: Divulgação
Quem decide pular o Carnaval em Diamantina precisa de preparo físico: são 24 horas de folia durante os cinco dias de festa entre as ruas estreitas e os casarões antigos da cidade. De dia, a animação fica por conta dos blocos caricatos, e à noite quem comanda são as duas famosas batucadas: a Bartucada e a Bat Caverna, na Praça do Mercado Velho, que chega a reunir mais de 15.000 pessoas por dia.

6. São Luís do Paraitinga (SP)
Foto: Divulgação
Se você gosta das tradicionais marchinhas, São Luís do Paraitinga é o seu lugar. E pode até chamá-los de radicais: lá, é totalmente proibido tocar axé, funk e pagode – mesmo que seja na garagem de uma casa alugada. Este é inclusive o primeiro – e o segundo – item dos 10 Mandamentos do Folião da cidade. Depois de ver o centro histórico destruído por uma enchente em 2010 – que impediu a realização da festa naquele ano – eles apostam neste como o Carnaval da Reconstrução, que deve atrair 10.000 pessoas por dia.

5. Olinda (PE)
Foto: Aldo Carneiro/Folhapress
Quem também aboliu o axé e o samba do seu Carnaval foi Olinda. Em Pernambuco, o povo só dança ao som do frevo e do maracatu. Entre as dezenas de blocos que desfilam pelas ladeiras da cidade, os principais atrativos são os famosos bonecos gigantes vestidos com as mais diferentes e criativas fantasias. No Enquanto Isso na Sala de Justiça, por exemplo, são heróis como o Homem Aranha que estão à frente da festa.

4. Ouro Preto (MG)
Foto: Divulgação/Prefeitura de Ouro Preto
O público universitário – que anda tão aclamado hoje em dia – tem lugar cativo na festa de rua de Ouro Preto. Os blocos das repúblicas de estudantes dançam no embalo do axé por essa cidade histórica. E os mineiros também herdaram do Carnaval baiano o uso de abadás para a folia, que se esgotam muito rápido. Bandas locais também têm vez, em alguns pontos mais descentralizados, onde o agito é bem menor, e o preço, mais barato.
3. Rio de Janeiro (RJ)
Foto: Lalo de Almeida/Folhapress
Nem só de Sapucaí é feito o Carnaval do Rio de Janeiro. Toda a cidade entra no clima da festa nessa época, e as ruas são tomadas por blocos e bandas – são mais de 400 esse ano, desfilando sua animação pela zona sul e pelo centro - que atraem centenas de milhares de pessoas. E quem entende de muvuca é o Cordão da Bola Preta, o bloco carioca mais tradicional que tem entre sua grande leva de foliões – vestidos, claro, de roupa branca com bolas pretas – muitas celebridades, como a cantora Maria Rita e a atriz Leandra Leal, que é porta-estandarte(foto acima).

2. Recife (PE)
Foto: Moacyr Lopes Júnior/Folhapress
Para Recife, quantidade é qualidade – pelo menos no que diz respeito ao Galo da Madrugada, o maior e mais famoso bloco carnavalesco do mundo (devidamente registrado no Guinness Book). Todos os anos, são mais de 1,5 milhão de foliões pulando ao som de muito frevo atrás do galináceo imponente, no alto de seus 27 metros e pesando mais de 2 toneladas. E quem prefere trio elétrico, pode se esbaldar com mais de 20 a sua escolha, além de palanques com cantores e grupos musicais.

1. Salvador
Foto: Rafael Campos
Impossível falar de Carnaval de rua no Brasil sem dar devido valor a Salvador, onde trios elétricos com os maiores artistas da música baiana vão e vêm em um rodízio frenético pelos três principais circuitos da cidade – Dodô (Barra-Ondina), Osmar (Barra Avenida-Campo Grande) e Batatinha (Centro Histórico). Seja com abadá, como “pipoca” ou nos camarotes, é tudo imperdível. Apesar do sucesso inegável das musas Ivete Sangalo e Claudia Leitte, os mais procurados (e caros) são Chiclete com Banana (foto acima) e Asa de Águia. Mas para quem gosta de blocos carnavalescos, a cidade também não deixa nada a dever, com Timbalada, Eva, Coruja e companhia.