sexta-feira, 27 de junho de 2014

Qual é o melhor anticoncepcional para você?


 

Há uma variedade de métodos contraceptivos no mercado: escolha, junto com o seu médico, o que melhor combina com a sua rotina e fase da vida; mas, antes, veja algumas opções.

Pílula – São as mais prescritas pelos médicos. Ao ser ingerido um comprimido diariamente no período de 21 dias, com interrupção de uma semana para menstruar, a pílula libera hormônios que impedem a ovulação. Como precisa ser consumida diariamente, não é indicada para mulheres esquecidas, ou que mudam muito de rotina. Mulheres que viajam muito devem evitar este método, pois a simples mudança de fuso horário pode prejudicar o efeito. Existem no mercado opções de pílulas sem estrôgeno, mais indicadas para fumantes e hipertensas.

DIU – O dispositivo feito de polietileno ou cobre é inserido na cavidade uterina da mulher, evitando a gravidez. O DIU não libera hormônio e, portanto é ideal para mulheres que sentem náuseas ou dores de cabeça com contraceptivos como a pílula, ou que têm contraindicações ao uso do hormônio como, por exemplo, fumantes, hipertensas, ou mulheres que estão amamentando. Tem duração de 5 a 10 anos e não deve ser usado para mulheres que pretendem engravidar dentro deste período.

DIU hormonal – Também chamado de sistema intrauterino (SIU), tem duração de cinco anos. Libera o hormônio progesterona. Um dos destaques deste método é reduzir a quantidade de sangramento.

Anel contraceptivo – Transparente e flexível, o anel deve ser inserido pela própria mulher uma vez ao mês, permanecendo na vagina por 21 dias, com interrupção de uma semana para menstruar. Ele libera os hormônios estrogênio e progesterona de forma gradual e contínua, inibindo a ovulação. É indicado para mulheres que se esquecem de tomar a pílula oral.

Adesivo - Tem a absorção mais rápida do hormônio estrogênio e evita náuseas e cefaleias. O adesivo deve ser fixado na pele durante sete dias, sendo trocado depois desse período. A cada três semanas, é preciso dar uma pausa para menstruar.

Injetáveis – A injeção mensal é o método mais indicado para quem viaja muito, tem uma rotina corrida ou simplesmente se esquece de tomar comprimidos. De acordo com o médico Jarbas Magalhães, o método tende a acarretar a diminuição do ciclo. Há ainda as injeções com duração de 3 meses, mas elas estão associadas ao ganho de peso e irregularidades menstruais 
A escolha do método contraceptivo mais apropriado para cada estilo de vida pode ser difícil devido a quantidade de opções no mercado. Para tornar a escolha mais fácil, nada melhor do que muita informação para junto como médico decidir o que mais combina com sua fase da vida ou rotina.

O médico Jarbas Magalhães, presidente da Associação de obstetrícia e ginecologia do Estado de São Paulo, já avisa de antemão que mulheres que fumam ou têm pressão alta não devem usar estrógeno.
Vale destacar, também, que nenhum método destacado abaixo protege de doenças sexualmente transmissíveis. Para a proteção de DSTs só mesmo a camisinha.


fonte: http://saude.ig.com.br/minhasaude/2014-06-07/qual-o-melhor-anticoncepcional-para-voce.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário