quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Pensar em sexo faz bem para o cérebro; veja 9 benefícios




Fazer sexo não é necessariamente o melhor exercício para eliminar uma quantidade grande de calorias – um artigo publicado no New England Journal of Medicine, no último mês de janeiro, desbancou o mito de que a atividade tenha algum efeito milagroso nesse sentido.

Mas isso não é motivo para desistir dele: existem diversos outros benefícios que fazem da atividade um bom motivo para se exercitar, ainda que pouco. Veja 9 deles, reunidos pelo site Huffington Post.

1. Faz com que você se sinta bem
Se você conhece o seu corpo e está animada com a pessoa que você está dormindo, você com certeza terá bons momentos.

2. Apenas pensar em sexo faz bem para o cérebro
Em 2009, o pesquisador Jens Förster descobriu que as pessoas que têm o hábito de pensar em sexo têm um desempenho melhor em tarefas que exigem o raciocínio.

3. Ajuda a viver mais
Um estudo publicado em 1993 mostrou que homens que faziam sexo com mais frequência viveram mais, e mulheres que afirmaram ter uma vida sexual satisfatória viveram de sete a oito anos a mais do que as que se sentiam indiferentes com quanto ao sexo.

4. Reduz as dores
A oxitocina, hormônio liberado durante o sexo, é um analgésico natural. Em 1985, a sexóloga Beverly Whipple descobriu que, depois do orgasmo, a tolerância das mulheres à dor aumentou de forma significante.

5. Diminui o estresse
Um estudo conduzido pelo psicólogo Stuart Brody em 2006 provou que pessoas que tinham feito sexo demostraram menor pressão sanguínea quando expostas a situações de estresse.

6. Mantém as pessoas mais jovens
No ano de 2002, David Weeks, do Royal Edinburgh Hospital, conduziu um estudo que mostrou que casais que faziam sexo três vezes por semana pareciam 10 anos mais jovens do que adultos que faziam sexo duas vezes por semana ou menos. “O prazer derivado do sexo é um fator crucial para preservar a juventude. Ele nos deixa felizes e produz substâncias químicas que nos dizem isso”, afirmou Weeks.

7. Reforça a imunidade
Em 2004, pesquisadores da Wilkes University descobriram que pessoas que faziam sexo uma ou duas vezes por semana mostraram níveis mais altos de um anticorpo chamado imunoglobulina A, do que aqueles que tinham relações sexuais menos frequentes. Este anticorpo atua como uma importante proteção contra doenças.

8. Auxilia no sono
De acordo com Laura Berman, diretora do Berman Center for Women’s Sexual Health, a endorfina liberada durante o sexo ajuda as pessoas a dormirem melhor.

9. Com camisinha é prazeroso da mesma forma
Especialistas da Indiana University concluíram, no último mês de janeiro, que fazer sexo com camisinha pode ser tão satisfatório do que fazer sem. Com prazer e segurança, o casal só tem a ganhar. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário