quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Vegetarianos têm mais disposição para o sexo, aponta estudo



Depois de responderem uma série de perguntas e enfrentarem frequentes piadas, um novo estudo mostra que é a vez dos vegetarianos rirem por último quando se trata da relação entre a alimentação e a vida sexual.
Uma pesquisa, publicada no periódico Hormones and Behaviour e divulgada no jornal britânico The Daily Mail, mostrou que o consumo de tofu e outros alimentos à base de vegetais podem promover uma vida sexual mais satisfatória para os adeptos do que entre aqueles que consomem carne.
Este é o primeiro estudo que trata dos efeitos de certos alimentos nos níveis hormonais e no aumento da atividade sexual. O principal resultado da pesquisa mostrou que os fitoestrogênios – também conhecidos como os hormônios do sexo – encontrados nos vegetais tinham grande influência no comportamento de primatas selvagens.
Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores investigaram um grupo de macacos de Uganda, já que os humanos teriam um comportamento muito semelhante ao dos primatas. Durante 11 meses, Michael Wasserman, estudante do Departamento de Ciência Ambiental, Política e Gerenciamento da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, e sua equipe acompanharam a rotina dos animais e sondaram seus comportamentos.
Os pesquisadores tinham como foco as agressões, que eram medidas pelo número de brigas, e a frequência com que os macacos passavam fazendo a corte e se reproduzindo. Para ter acesso aos níveis hormonais dos primatas, foram coletadas amostras de suas fezes.
Ao cruzar os dados, os cientistas descobriram que os macacos que se alimentavam de Milletia dura, uma planta tropical rica em compostos semelhantes ao estrogênio e relacionada à soja, tinham maiores níveis de estradiol – o hormônio do sexo – e cortisol – o hormônio do stress. As alterações nessas duas substâncias influenciavam no tempo que os animais passavam fazendo a corte ou se reproduzindo.

Toda Ela

Nenhum comentário:

Postar um comentário